4) REFLEXÕES QUE VÊM DO MAR: Sobre a EMPATIA

4) REFLEXÕES QUE VÊM DO MAR: Sobre a EMPATIA

“Não fostes tu, Sancho, mas eu mesmo quem tentou tirar o máximo de mim…É o melhor que o homem pode fazer na vida”. A vibe cognitiva de um Sancho afetivo leva Quixote de Cervantes a dizer-se, ao final de sua caminhada. Afinal, quem era o louco? Quem não o é… um pouco? Todos são normais em seus mundos loucos! Seria LOUCO alguém imaginar, dias depois do Carnaval, ser NORMAL todos preocupados com todos? Quem seria capaz de tamanha provocação, senão um virus embriagado, hein? Com calma, sem medo, com paciência e EMPATIA podemos ser espíritos livres, “Humano, Demasiado Humano”,… mais preparados, agora, para um novo Zepelin… (“o prefeito de joelhos, o bispo de olhos vermelhos, e o banqueiro com um milhão. Vai com ele, vai Geni…”)

>>> Dedico esse ensaio ao casal Regina & Myrson, amigos de Dona Gelita <<<

Esse post foi publicado em Notícias e Eventos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s