O REI DA MINHA RAINHA

Vai vai meu Rei, 
invada mares adentro 
lado a lado minha Rainha! 
  
Cruza mares que vierem 
deixa o vento embolar teus caros 
cabelos 
desdenha o chuvisco fresco das 
ondas malucas 
sorria pras gaivotas em bando sem 
rumo incerto 
olha bem firme o horizonte quase 
assim tão próximo 
proteja com teu peito o rosto da 
minha Rainha! 
  
Vai vai meu Rei... 
lado a lado minha Rainha! 
Grita ordens em todas as direções 
Aponta teu dedo na direção que o 
leme segue 
avista piratas imaginários entre 
esparsas névoas 
prepara a abordagem do corsário! 
Conquista todo o tesouro escolhido 
distribui moedas de ouro entre as 
focas 
acende 28 castiçais no velho convés 
ordena toques dos clarins de 
Veneza 
ajoelha-te na partida do deus sol! 
beija a aliança da minha Rainha! 
Vai vai meu Rei... 
Entrega ao mar desejos esquecidos 
permita todas as mil aventuras 
inveja as estrelas lúcidas 
navega em sonhos avatares! 
  
E pra lá de Jupiter ... 
Ah!...quando estiveres pra lá de 
Jupiter 
olha em seus olhos ternos 
e antes de beijar a minha Rainha 
com a realeza que distingue um Rei 
prometa-lhe o impensável ... 
depois gargalha sem parar . 
(se apresse não), 
transborda inexoravelmente  essa 
tua graça  ... 
  
que faz dela menina, 
que te faz uma criança, 
o Rei da minha Rainha!
Esse post foi publicado em 4. POESIAS Publicadas. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para O REI DA MINHA RAINHA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s